21.2.08

Redenção


Vento fótchi na bilá soplá fá…
É noite e chove no fundão!

Tudo funca-funca di Vila
Tudo niguê Santana

Tudo niguê Guadalupe

Tudo niguê Gamboá

Canta e dança o socopé…

Ao romper da manhã

Mesmo ao pé de uma jaqueira

Cada par negro sorrirá ao Sol

Com mãos fartas de ginguba!



Onésimo Silveira (poeta caboverdiano)