26.3.08

Pecado original


Passo pelos dias
E deixo-os negros
Mais negros
Do que a noite brumosa.

Olho para as coisas
E torno-as velhas
Tão velhas
A cair de carunchos.

Só charcos imundos
Atestam no solo
As pegadas do meu pisar
E fica sempre rubro vermelho
Todo o rio por onde me lavo.

E não poder fugir
Não poder fugir nunca
A este destino
De dinamitar rochas
Dentro do peito...


Corsino Fortes (poeta caboverdiano)