5.4.08



Tudo que existe está em algum lugar.
Tudo que você sabe é subtraído de tudo que você ignora.
Tudo que você não tem, alguém tem. Senão você não saberia que não tem.
Tudo que está no futuro é reserva de passado.
Tudo que é igual é semelhante a tudo que é igual absolutamente diferente.
Tudo que voa pousa. O contrário não resiste a uma análise.
Tudo que sobra é excedente.
Tudo que é, já era.
Tudo que vai e volta, permanece.
Tudo que vai pra sempre, preenche uma lacuna em algum lugar.
Tudo participa do nada.
Tudo que é do homem o bicho não come.

Millôr Fernandes (poeta brasileiro)